Airsoft x Arma de Pressão: Qual é melhor?

Brasil!

Fala galera, beleza? No post de hoje eu vou falar um pouco sobre as diferenças entre Airsoft e Arma de Pressão, além de dar a minha opinião sobre qual delas é a melhor opção.

Então, sem mais delongas… vamos ao post!

Diferença entre Airsoft e Armas de Pressão

Bom, antes de bater o martelo sobre qual das duas é melhor, a gente precisa entender quais as diferenças entre elas.

Basicamente, existem 5 coisas que diferenciam uma carabina de pressão de uma arma de airsoft. São elas:

  1. Airsoft é utilizado em simulações de combate X Pressão é utilizada para caça e tiro esportivo;
  2. Airsoft pode-se atirar em outras pessoas sem dano letal X Pressão oferece dano letal em seus disparos;
  3. Airsoft utiliza esferas de plástico PVC como munição, chamadas de BBs X Pressão utiliza munições de diversos modelos de chumbo, chamadas popularmente de “chumbinho”;
  4. Airsoft é acionada via motor elétrico (AEG), molas (Spring) ou Gás (GBB) X Pressão é acionada via mola (Springer), Pressão Pré-Carregada (PCP) ou Gás (CO2).
  5. Airsoft costuma ser fabricada como uma réplica de armas reais X Pressão possui modelos próprios, algumas vezes parecidos com armas de fogo, porém sem toda a fidelidade a arma original, como acontece com o Airsoft.

Fonte da lista acima: http://armaisbrasil.com.br/diferenca-entre-airsoft-e-armas-de-pressao-airgun/

Tem também um vídeo da Beartac explicando a diferença. Deixo o player abaixo, mas caso não esteja funcionando você pode clicar aqui e assistir no YouTube.

Qual é melhor?

airsoft vs armas de pressão

Bom, como a gente viu na Lista que a galera da Armais fez e no vídeo da Beartac, existe muita diferença entre uma arma e outra.

Então, não tem como dizer qual delas é melhor. Na verdade, vai depender do uso que você vai dar para cada arma.

Se você gosta de tiro ao alvo ou tem um sítio para ir caçar de vez em quando, uma arma de pressão vai ser melhor pra você, pois ela é excelente para caçar. Tanto presas pequenas quanto presas maiores, depende só da potência da carabina que você escolher.

Agora se você quer algo para praticar tática de combate, jogar com os amigos, fazer simulação militar ou treinar memória muscular para melhorar sua mira quando for utilizar uma arma de fogo, sem dúvida você deve escolher um Airsoft.

Eu, particularmente, ESCOLHI OS DOIS!

Sou apaixonado por armas, então tenho duas Airsofts, três armas de fogo e duas de pressão haha Cada uma tem uma utilidade. Tem aquelas para brincar com os amigos, aquela para caçar e aquelas para defender minha família.

E você, qual você acha melhor? Airsoft ou Arma de Pressão? Deixe sua opinião nos comentários!

Pistola Airsoft GBB: Minha experiência com a Glock G17

Recentemente estive em Curitiba e tive o prazer de visitar a loja da Beartac (https://www.beartac.com.br).

Antes de tudo, quero parabenizar a equipe que trabalha no local, pois é tudo muito bonito e aconchegante.

Ao entrar no estabelecimento você encontra uma centena de armas de Airsoft exposta em toda a loja, além de uma grande variedade de pistolas e revólveres.

Me senti em uma loja de armas americana, o local é realmente muito bonito e eu mesmo nunca tinha visto tamanha variedade de modelos em um único local, sinceramente superou expectativas.

Mas, o mais legal de tudo é o estande de tiro que eles têm nos fundos da loja, onde você pode testar sua Airsoft antes de comprar.

Isso é maravilhoso, porque você pode atirar com vários modelos até descobrir qual realmente é o que você gosta e está procurando.

Nada de vídeos, é teste real e isso é muito legal!

Testando a Glock G17 a gás (GBB)

Foi neste estande de tiros que eu atirei com uma Bolt elétrica, com simulação de recuo e outras funções incríveis que irei falar no próximo post.

Depois da Bolt, atirei com uma Glock GBB, uma arma realmente interessante, com recuo muito semelhante a Glock real e com uma precisão e força incrível.

Eles possuem diversos modelos de pistolas Airsoft a gás, mas a que eu atirei no estando foi esta aqui: Glock G17.

Acesse outros modelos de Pistola Airsoft a Gás.

Vale a pena comprar uma pistola Airsoft a gás?

Depende da finalidade que você pretende dar a ela.

Eu adoro atirar, gosto de me defender e também gosto de simulações de combate, então a Airsoft é perfeita pra mim.

Vou explicar os pontos:

Se você gosta de atirar por atirar, como esporte, somente para exercitar a mente, o corpo e a sua pontaria, uma Airsoft é perfeita.

Afinal de contas, as bolinhas (BBs) são infinitamente mais baratas que as munições reais e, dependendo da Airsoft que você comprar, ela terá o peso, formato e recuo semelhante a arma real.

Então, é basicamente a mesma sensação de atirar com a arma real. Só que você pode praticar naquele quinta que fica nos fundos da sua casa, não é preciso ir a um clube de tiro, fazenda ou algo do tipo.

Além de que, com pouco mais de R$70 você compra 2.000 bolinhas. Ou seja, dá pra atirar à vontade sem gastar muito!

Para quem quer uma arma para se defender a Airsoft, obviamente, não terá o poder de eliminar bandidos e possíveis inimigos.

Entretanto, ela é ótima para treinar ações que ficariam difíceis de treinar em casa – com segurança – utilizando uma arma real.

Por exemplo, com uma Airsoft você pode exercitar sua pontaria, velocidade de saque, de resposta, técnicas de defesa e tudo sem oferecer risco para ninguém.

Afinal de contas, é uma arma exatamente igual a real, com recuo e peso bastante semelhante a real. Ou seja, o sistema ideal para treinar.

E por último, mas não menos importante, nós temos a questão das simulações de combate. As armas de Airsoft, inclusive as pistolas Airsoft GBB foram criadas para simulações de combate entre jogadores entusiastas da vida militar.

Atualmente existem milhares de grupos de Airsoft espalhados em todo o Brasil que organizam eventos com combates simulados grandiosos e que transferem uma emoção bastante similar a um combate militar real, só que melhor: sem o risco de vida.

Então, seja para praticar tiro, melhorar sua pontaria ou fazer simulações de combate: vale muito a pena comprar uma Airsoft.

Eu, particularmente, indico o site oficial da Beartac para você realizar sua compra. Acesse aqui as pistolas Airsoft GBB.

Kit’s úteis ao recruta

Pra você que vai para o serviço militar obrigatório, deixo minhas dicas de Kit’s extremamentes úteis para levar consigo para o internato e para o Campo Básico, todos eles são importantes pra que você não fique no “sanhaço”.

Kit anotação:

– Régua;

– Caneta;

– Lápis;

– Borracha;

– Bloco de anotações.

Kit Higiene:

– Escova de dente;

– Creme dental;

– Aparelho de barbear;

– Creme de barbear;

– Papel higiênico;

– Sabonete;

– Espelho pequeno;

– Fio dental;

– Toalha.

Kit Costura:

– Linha verde-oliva ou preta;

– Várias agulhas;

– Botões verde-oliva de vários tamanhos.

Kit Manutenção do coturno:

– Escova de dente velha;

– Escova de sapato;

– Flanela;

– Graxa preta.

Kit Rancho:

– Caneca verde;

– Talheres (Colher, garfo e faca).

** É de extrema importância que todo recruta leve consigo estes kit’s para o internato bem como para o Campo Básico. De preferência separe estes kit’s em potes com tampa de rosca ou estojos, etiquete cada kit com o número e o nome de guerra bem como com o nome do próprio kit **

Quer receber mais dicas para se dar bem no caserna? Envie um email para jean.denas@gmail.com

Sanar incidentes de tiro com fuzil FAL – 762

Instrução ministrada por um 2° Sargento.

 

                Antes de iniciar é muito importante explicar a diferença entre INCIDENTE de tiro e ACIDENTE de tiro:

 

Incidente: Quando o armamento trava ou apresenta alguma falha sem a vontade do atirador e sem causar danos, tanto físico quanto material.

Acidente: Quando o armamento vem a causar dano (físico e/ou material) sem a vontade do atirador.

Aqui vou tratar somente do principal problema apresentado pelo fuzil FAL – 762, utilizado pelo exercito brasileiro até hoje. Aos combatentes que vão ter instrução de tiro é importante ressaltar que o FAL é uma arma antiga e que apresenta muitas falhas de funcionamento, sendo praticamente impossível descarregar um carregador completo sem que se tenha ao menos uma falha como a que vou relatar a baixo.

O fuzil FAL – 762 têm por rotina de tiro não ejetar o estojo da munição. Caso isso ocorra o combatente deve seguir os seguintes passos:

– Travar a arma;

– Retirar o carregador;

– Dar 2 golpes de segurança (trazer a alça de manejo até a retaguarda e soltar);

– Abrir a janela de ejeção a fim de inspecionar a câmara (trazer a alça de manejo até a retaguarda e agir no retém do ferrolho);

– Recolocar o carregador;

– Carregar (Agir com força contrária no retém do ferrolho).

Obs.: Quando o fuzil travar com a alça de manejo na retaguarda é porque, provavelmente, o fuzil esta descarregado.

Quer receber mais dicas para se dar bem no caserna? Envie um email para jean.denas@gmail.com

Justiça e disciplina – Crime militar

Instrução ministrada por um 3° Sargento.

Os principais e mais recorrentes crimes militares são:

– Insubordinação;

– Ir contra as ordens do sentinela;

– Desacatar superior (Pena de morte em tempo de guerra);

– Deserção (Pena de morte em tempo de guerra);

– Abandono de posto (Pena de morte em tempo de guerra);

Obs.: Ao contrário do que muitos pensam a P.E. (Policia do exercito) não é treinada para ser uma “policia dentro do quartel”. Muito pelo contrário, é uma policia comum e deve agir com a população em geral, não só com os militares.

Quer receber mais dicas para se dar bem no caserna? Envie um email para jean.denas@gmail.com

Instrução de montagem e desmontagem do fuzil FAL – 762

Aproveitando minha rápida experiência no internato de formação de soldados da infantaria do exercito brasileiro vou trazer alguns posts com conteúdos úteis para aqueles que vão servir como recrutas e para entusiastas do serviço militar. Aliás aos entusiastas do serviço militar já deixo uma dica: No primeiro fim de semana de internato o entusiasmo acaba.

Instrução ministrada por um 3° sargento.

 

Desmontagem:

– Retirar carregador;

– Executar dois golpes de segurança (puxar alça de manejo até a reta-guarda e soltar);

– Agir na chaveta da trinca da armação;

– Retirar impulsor do ferrolho

– Retirar o ferrolho;

– Retirar pino do percussor;

– Retirar percussor e sua mola;

– Retirar tampa da caixa da culatra;

– Retirar obturador do cilindro de gases;

– Retirar embolo e sua mola.

**Montagem é o inverso da desmontagem, com exceção do final onde se deve destravar a arma e agir no gatilho para desengatilhar a arma**

Atenção: As peças devem obedecer a uma sequência na mesa de desmontagem, a ordem é a que segue:

Carregador – Impulsor do ferrolho – Ferrolho – Pino do percussor – Mola do percussor – Percussor – Tampa da caixa da culatra – Obturador do cilindro de gases – Mola do embolo – Embolo.

Instrução de recruta da Infantaria.

Quer receber mais dicas para se dar bem no caserna? Envie um email para jean.denas@gmail.com