Kit’s úteis ao recruta

Pra você que vai para o serviço militar obrigatório, deixo minhas dicas de Kit’s extremamentes úteis para levar consigo para o internato e para o Campo Básico, todos eles são importantes pra que você não fique no “sanhaço”.

Kit anotação:

– Régua;

– Caneta;

– Lápis;

– Borracha;

– Bloco de anotações.

Kit Higiene:

– Escova de dente;

– Creme dental;

– Aparelho de barbear;

– Creme de barbear;

– Papel higiênico;

– Sabonete;

– Espelho pequeno;

– Fio dental;

– Toalha.

Kit Costura:

– Linha verde-oliva ou preta;

– Várias agulhas;

– Botões verde-oliva de vários tamanhos.

Kit Manutenção do coturno:

– Escova de dente velha;

– Escova de sapato;

– Flanela;

– Graxa preta.

Kit Rancho:

– Caneca verde;

– Talheres (Colher, garfo e faca).

** É de extrema importância que todo recruta leve consigo estes kit’s para o internato bem como para o Campo Básico. De preferência separe estes kit’s em potes com tampa de rosca ou estojos, etiquete cada kit com o número e o nome de guerra bem como com o nome do próprio kit **

Quer receber mais dicas para se dar bem no caserna? Envie um email para jean.denas@gmail.com

Anúncios

Sanar incidentes de tiro com fuzil FAL – 762

Instrução ministrada por um 2° Sargento.

 

                Antes de iniciar é muito importante explicar a diferença entre INCIDENTE de tiro e ACIDENTE de tiro:

 

Incidente: Quando o armamento trava ou apresenta alguma falha sem a vontade do atirador e sem causar danos, tanto físico quanto material.

Acidente: Quando o armamento vem a causar dano (físico e/ou material) sem a vontade do atirador.

Aqui vou tratar somente do principal problema apresentado pelo fuzil FAL – 762, utilizado pelo exercito brasileiro até hoje. Aos combatentes que vão ter instrução de tiro é importante ressaltar que o FAL é uma arma antiga e que apresenta muitas falhas de funcionamento, sendo praticamente impossível descarregar um carregador completo sem que se tenha ao menos uma falha como a que vou relatar a baixo.

O fuzil FAL – 762 têm por rotina de tiro não ejetar o estojo da munição. Caso isso ocorra o combatente deve seguir os seguintes passos:

– Travar a arma;

– Retirar o carregador;

– Dar 2 golpes de segurança (trazer a alça de manejo até a retaguarda e soltar);

– Abrir a janela de ejeção a fim de inspecionar a câmara (trazer a alça de manejo até a retaguarda e agir no retém do ferrolho);

– Recolocar o carregador;

– Carregar (Agir com força contrária no retém do ferrolho).

Obs.: Quando o fuzil travar com a alça de manejo na retaguarda é porque, provavelmente, o fuzil esta descarregado.

Quer receber mais dicas para se dar bem no caserna? Envie um email para jean.denas@gmail.com

Justiça e disciplina – Crime militar

Instrução ministrada por um 3° Sargento.

Os principais e mais recorrentes crimes militares são:

– Insubordinação;

– Ir contra as ordens do sentinela;

– Desacatar superior (Pena de morte em tempo de guerra);

– Deserção (Pena de morte em tempo de guerra);

– Abandono de posto (Pena de morte em tempo de guerra);

Obs.: Ao contrário do que muitos pensam a P.E. (Policia do exercito) não é treinada para ser uma “policia dentro do quartel”. Muito pelo contrário, é uma policia comum e deve agir com a população em geral, não só com os militares.

Quer receber mais dicas para se dar bem no caserna? Envie um email para jean.denas@gmail.com

Instrução de montagem e desmontagem do fuzil FAL – 762

Aproveitando minha rápida experiência no internato de formação de soldados da infantaria do exercito brasileiro vou trazer alguns posts com conteúdos úteis para aqueles que vão servir como recrutas e para entusiastas do serviço militar. Aliás aos entusiastas do serviço militar já deixo uma dica: No primeiro fim de semana de internato o entusiasmo acaba.

Instrução ministrada por um 3° sargento.

 

Desmontagem:

– Retirar carregador;

– Executar dois golpes de segurança (puxar alça de manejo até a reta-guarda e soltar);

– Agir na chaveta da trinca da armação;

– Retirar impulsor do ferrolho

– Retirar o ferrolho;

– Retirar pino do percussor;

– Retirar percussor e sua mola;

– Retirar tampa da caixa da culatra;

– Retirar obturador do cilindro de gases;

– Retirar embolo e sua mola.

**Montagem é o inverso da desmontagem, com exceção do final onde se deve destravar a arma e agir no gatilho para desengatilhar a arma**

Atenção: As peças devem obedecer a uma sequência na mesa de desmontagem, a ordem é a que segue:

Carregador – Impulsor do ferrolho – Ferrolho – Pino do percussor – Mola do percussor – Percussor – Tampa da caixa da culatra – Obturador do cilindro de gases – Mola do embolo – Embolo.

Instrução de recruta da Infantaria.

Quer receber mais dicas para se dar bem no caserna? Envie um email para jean.denas@gmail.com